Noções básicas de segurança para a família

Para os pais ocupados, estas são algumas dicas rápidas para manter a família em segurança no ambiente on-line.

  1. Converse com sua família sobre a segurança on-line. Esclareça as regras e expectativas da família em relação à tecnologia, além das consequências do uso inadequado. E o mais importante, certifique-se de que todos se sentem confortáveis para pedir orientações ao se depararem com decisões difíceis. Isso ajuda a família a explorar a Internet por conta própria com segurança e a saber a quem recorrer (ou seja, você) quando tiver dúvidas.
  2. Use a tecnologia em conjunto. Isso é uma ótima forma de ensinar segurança on-line e cria oportunidades para tratar tópicos de segurança on-line com a família conforme eles vão surgindo.
  3. Fale sobre sites e serviços on-line. Converse com sua família sobre os tipos de sites que cada um gosta de visitar e o que é apropriado ou não para cada membro.
  4. Proteja as senhas. Ajude sua família a saber como configurar senhas seguras on-line. Lembre-os de que não devem fornecer senhas pessoais, exceto, talvez, para adultos de confiança, como os responsáveis. Confira se todos costumam sair das contas virtuais quando estão em computadores públicos na escola, em cafeterias ou na biblioteca.
  5. Use configurações de privacidade e controles de compartilhamento. Existem muitos sites de compartilhamento de pensamentos, fotos, vídeos, atualizações de status e muito mais. Muitos desses serviços oferecem configurações e controles de privacidade que ajudam a decidir quem pode ver o conteúdo antes de você postar. Converse com sua família sobre o que deve e o que não deve ser compartilhado publicamente. Incentive seus familiares a respeitarem a privacidade dos outros, mantendo privados os detalhes pessoais de família e amigos e evitando a identificação de pessoas em conteúdo compartilhado publicamente.
  6. Verifique as restrições de idade. Muitos serviços on-line, incluindo os do Google, têm limites de idade que restringem quem está habilitado para usar seus serviços. Por exemplo, é preciso cumprir os requisitos de idade para abrir uma Conta do Google, sendo que alguns produtos do Google são destinados a usuários de 18 anos ou mais. Sempre verifique os termos de uso de um site antes de permitir que seu filho se inscreva em uma conta e explique claramente quais são as regras da família quanto aos sites e serviços que podem ser usados.
  7. Ensine sua família a se comunicar de forma responsável. Siga uma regra de ouro: se você não tem coragem de dizer algo a alguém pessoalmente, não mande mensagem, não envie um e-mail, não fale por mensagem instantânea nem poste seu comentário na página dessa pessoa. Converse sobre o impacto que algo dito on-line pode causar em terceiros e estabeleça as diretrizes da família sobre o tipo adequado de comunicação.
  8. Converse com outros adultos. Abra a conversa para seus amigos, família, professores, treinadores e conselheiros. Outros pais e profissionais que trabalham com jovens podem ajudar você a decidir o que é certo para sua família, especialmente se você estiver lidando com uma área de tecnologia com a qual não está familiarizado.
  9. Proteja seu computador e sua identidade. Use software antivírus e atualize-o regularmente, a menos que você tenha um Chromebook, que não precisa de software antivírus. Converse com sua família sobre os tipos de informações pessoais que não devem ser postados on-line, como CPF, número de telefone ou endereço de casa. Ensine sua família a não aceitar arquivos ou abrir anexos de e-mail de pessoas desconhecidas.
  10. Não abandone estes passos. A segurança não deve ser prioridade somente uma vez, pois a tecnologia evolui, assim como as necessidades de sua família. Mantenha um diálogo permanente. Restabeleça regras básicas para sua família, verifique o progresso de todos e reserve tempo para abordar o assunto periodicamente.

Orientações de nossos parceiros

Childhood Brasil

Como proteger crianças e adolescentes na internet: A maneira mais eficaz é o diálogo!

Informe-se!

  • Aprenda mais sobre a internet e como funciona
  • Não assuma que seus filhos estão seguros se passam o dia navegando pela internet

Ferramentas de segurança

Descubra os cinco principais recursos de segurança on-line desenvolvidos pelo Google para ajudar você a manter sua família protegida.

Google Play

Usar o controle dos pais para filtrar apps por classificação de conteúdo

É possível usar o controle dos pais para restringir o conteúdo que pode ser transferido por download ou comprado no Google Play. Isso ajuda na hora de encontrar conteúdo adequado para você e sua família.

Saiba mais

Abra o app Play Store no seu dispositivo.

No canto superior esquerdo, toque no ícone de menu.

Toque em "Configurações".

Toque em "Controle dos pais".

Ative o controle dos pais.

Crie um PIN.

Toque em "Apps e jogos".

Escolha o nível de maturidade.

YouTube

Defina um filtro para não receber conteúdos impróprios

Se você prefere não ver conteúdo adulto ou com restrição de idade ao navegar no YouTube, vá até a parte inferior de qualquer página do YouTube e ative o Modo de segurança. O Modo de segurança ajuda a filtrar conteúdos que podem ser censurados na pesquisa, nos vídeos relacionados, nas listas de reprodução, nos programas e nos filmes.

Saiba mais

Vá até a parte inferior de qualquer página do YouTube e clique no menu suspenso na seção "Segurança".

Selecione a opção "Ativar" ou "Desativar" para controlar o Modo de segurança.

Para bloquear essa configuração, faça login na sua Conta do Google.

Ao conectar-se, você verá a opção de bloquear essa configuração.

Google Chrome

Controle o que sua família vê na Web

Se você desejar definir os sites que sua família pode acessar na Internet, use o recurso "Usuários supervisionados" no Google Chrome. Com "Usuários supervisionados", é possível ver as páginas que o usuário visitou e bloquear os sites que ele não deve ver.

Saiba mais

Para configurar um usuário supervisionado em seu Chromebook, acesse a tela de login principal e clique em "Adicionar usuário".

No lado direito da tela, selecione "Criar um usuário supervisionado".

Clique em "Criar um usuário supervisionado".

Faça login na conta que gerenciará o usuário supervisionado e clique em "Avançar".

Escolha um nome de usuário, senha e imagem para o usuário supervisionado. Clique em "Avançar".

Android

Limite o acesso apenas a aplicativos e jogos aprovados

Quer compartilhar seu tablet sem compartilhar todas as suas coisas? Nos tablets Android 4.3 e superior, é possível criar perfis restritos que limitam o acesso de outros usuários a funcionalidades e conteúdos em seu tablet.

Saiba mais

Se você tem um tablet, toque em Configurações → Usuários → Adicionar usuário ou perfil.

Toque em "Perfil restrito" → "Novo perfil" e nomeie o perfil.

Use o botão Ativar/Desativar e as configurações para gerenciar o acesso a recursos, configurações e aplicativos.

Pressione o botão liga/desliga para voltar à tela de bloqueio e toque no ícone de novo perfil.

Quando tudo estiver configurado, a tela inicial estará vazia. Toque no ícone "Todos os aplicativos" para iniciar o novo perfil.

Veja mais ferramentas de segurança